... ou a arte de bem fazer política à portuguesa

Quarta-feira, 12 de Novembro de 2008
Para quando PSP na Póvoa de Santa Iria?

A mais recente reforma administrativa das forças de segurança traduziu-se, em algumas freguesias, na substituição da GNR pela PSP ou vice-versa. Noutras situações, como é o caso da Póvoa de Santa Iria (concelho de Vila Franca de Xira), além dessas substituição (da GNR pela PSP) assistiu-se ao encerramento das instalações (bastante degradadas, diga-se em abono da verdade) onde estava sedeada essa força policial. O que motivou compreensíveis receios por parte da população. A PSP, à qual agora está afecta a freguesia, encontra-se instalada em Alverca.

 

 

Para calar a voz do povo, ou quiçá, já numa acção de pré-campanha eleitoral, o Ministério da Administração Interna e a PSP assinaram, na altura, um protocolo com a Câmara Municipal de Vila Franca de Xira, com vista à construção de uma esquadra na Póvoa de Santa Iria, "passando a PSP a ter um local ajustado à sua actividade, dotado de condições de funcionalidade e operacionalidade". No mesmo documento ficou acordado que o concurso para a obra seria lançado em Janeiro de 2008, que a construção arrancaria no primeiro semestre deste ano e que a esquadra estaria em funcionamento em 2009.

 

 

Estamos a cerca de um mês e meio do final do ano e o projecto ainda não está concluído e muito menos o concurso público lançado. Ou não estivessemos nós a falar de uma obra do Estado. Na vizinha freguesia de Santa Iria de Azóia, já no concelho de Loures, durante anos e anos e anos, estiveram inscritas no orçamento de Estado verbas para a construção de um posto da GNR. A autraquia chegou a ceder um terreno para a construção do mesmo e este nunca foi feito. A freguesia continua dependente da PSP de São João da Talha.

 

 

Crescemos a pensar que o Estado é uma pessoa de bem. Mas a multiplicação de casos como estes só nos mostram que a demagogia política está viva e bem viva e que nem sempre o Estado cumpre o que promete. Ele, que devia dar o exemplo, é muitas vezes o primeiro a frustar as expectativas que o próprio gerou nos cidadãos.

 

 

 




Segunda-feira, 20 de Outubro de 2008
Ecoparque de São João da Talha

A ideia até é boa, mas como muito boas ideias em Portugal, não foi concretizada da melhor forma. No Ecoparque de São João da Talha, no concelho de Loures, foi criado um EcoGym, um espaço onde foram colocados alguns aparelhos de ginástica. O local é muito utilizado pelos moradores da freguesia e não só (eu sou uma das forasteiras), que, deste modo, passaram a praticar exercício físico com regularidade, mas também com vários riscos para a sua saúde

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Não é suficiente colocar os aparelhos e avisos alertando para a necessidade de consultar o médico antes de iniciar qualquer actividade física. É preciso educar as pessoas nesta matéria, ensinar-lhes como praticar exercício físico. Já vi homens a utilizarem as máquinas vestidos com calças de ganga, camisas e calçando sapatos. E mulheres vestindo saias, blusa e... calçando chinelas. A utilização de vestuário apropriado é importante, mas mais importante ainda é ter uma postura correcta durante a utilização dos equipamentos. E, neste aspecto, já assisti a situações muito preocupantes, de pessoas com 60 e 70 anos, com claros problemas de agilidade, a utilizarem incorrectamente os aparelhos, sujeitando-se a contrair lesões graves.

 

 

Muitas vezes, este uso incorrecto deve-se ao facto de os aparelhos, ao contrário do que seria aconselhável, não puderem adaptar-se ao corpo de cada um dos utilizadores. Eu que o diga pois, devido à minha estatura baixa, tenho dificuldade em utilizar correctamente algumas das máquinas, pois não consigo colocar os bancos, por exemplo, à altura mais conveniente. Uma função básica, mas que, pelos vistos, foi esquecida pelos técnicos da Câmara de Loures.




Me, myself & I
Pesquisar neste blog
 
Junho 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


Posts recentes

Para quando PSP na Póvoa ...

Ecoparque de São João da ...

Memórias

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

tags

todas as tags

Outros Jamé!
Bibliografia
"Génese e desenvolvimento do movimento feminista português (1890-1930)", dissertação de mestrado em História do século XX, FCSH/UNL, Abril de 2005
Em co-autoria: "Memórias da Siderurgia - Contribuições para a História da Indústria Siderúrgica em Portugal", coordenação Maria Fernanda Rollo, ed. História e Câmara Municipal do Seixal, 2005
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds