... ou a arte de bem fazer política à portuguesa
Sexta-feira, 12 de Junho de 2009
Crime na praia

Apesar das insistentes campanhas de esclarecimento, todos os anos repetem-se os mesmos crimes nas praias portuguesas. Nas horas em que o sol está a pique, em que os raios ultravioleta estão na sua potência máxima, vêem-se crianças, algumas das quais ainda bebés, em pleno areal. Muitas vezes sem uma camisola ou um chapéu. Algumas chegam à praia com a família por volta do meio-dia ou uma da tarde, altura em que deveriam estar em casa a resguardar-se dos perigos do sol. Se os adultos têm livre arbítrio para decidir a que horas querem ir para a praia e estão conscientes das consequências dos seus actos, o mesmo não se pode dizer das crianças. E, uma vez mais, quem os deveria proteger em primeiro lugar são aqueles que acabam por expô-los ao perigo.



Publicado por Fátima Mariano às 15:47
Link do post | Diga de sua justiça! | Adicionar aos favoritos

Quinta-feira, 11 de Junho de 2009
Crise, qual crise?

Por causa da crise financeira mundial, todos os dias encerram fábricas e empresas e milhares de trabalhadores ficam no desemprego. Famílias que até há pouco tempo viviam relativamente desafogadas, hoje contam os trocos para ver se o dinheiro chega até ao fim do mês, enquanto dão voltas e voltas à cabeça para descobrir como vão pagar a próxima prestação da casa. Os pobres estão cada vez mais pobres. A fome alastra-se um pouco por todo o mundo, como uma pandemia. Os bancos decretam falência. Os Governos dizem-se impotentes para, sem mais sacrifício dos contribuintes, conseguirem a retoma do sistema financeiro. E no meio de todas estas notícias de mau prenúncio, eis que surge uma que nos prova, uma vez mais, que a crise não toca a todos e que, por si só, é uma verdadeira afronta a todos aqueles que passam uma vida inteira a trabalhar, por vezes em condições bastante duras, para no fim, não terem se não uns trocos: Cristiano Ronaldo jogar no Real Madrid e ganhar anualmente entre 9 a 10 milhões de euros (fora os extras, claro!). Mais palavras para quê?



Publicado por Fátima Mariano às 23:30
Link do post | Diga de sua justiça! | Adicionar aos favoritos

Segunda-feira, 8 de Junho de 2009
À descoberta da natureza

 Uma das vantagens de se estar em férias é a maior disponibilidade, física e mental, para partirmos à aventura, à descoberta do desconhecido. Uma das minhas actividades favoritas é, precisamente, pegar no carro e partir sem rumo traçado, parando aqui e ali, nos locais que me chamam a atenção, como a Quinta de São José, na Quinta do Anjo, em Palmela.

 

O cartaz pendurado à entrada, com os dizeres "Colha a sua própria  fruta", despertaram-me a curiosidade e parti à descoberta. Graças à simpatia dos proprietários da quinta entrei num mundo em florescimento em Portugal: o da agricultura biológica. Ali, existem 22 espécies de ameixas, morangos, abóboras, maçãs, kiwis (ao lado), oliveiras, castanheiros, cidreira, pessegueiros e até uma árvore de pistacho (em cima), que eu nunca tinha visto. Além de uma enorme quantidade de plantas e flores. Grupos de crianças costumam visitar a quinta para aprenderem de onde vêem os frutos e os vegetais e qual o seu ciclo de crescimento. E quem quiser, pode colher a sua própria fruta nas árvores. Um projecto a conservar! 



Publicado por Fátima Mariano às 23:08
Link do post | Diga de sua justiça! | Adicionar aos favoritos

Domingo, 7 de Junho de 2009
Porque hoje é domingo...

 

 




Sábado, 6 de Junho de 2009
Sugestão de leitura

Numa altura em que tanto se questiona o trabalho dos jornalistas e em que muitos profissionais se questionam, recomendo a (re)leitura deste belíssimo livro de Juan Luis Cebrián, um dos melhores jornalistas do nosso tempo e actualmente administrador-delegado do grupo espanhol Prisa. Este exemplar foi-me oferecido no início de carreira e releio-o de tempos a tempos. 



Publicado por Fátima Mariano às 19:34
Link do post | Diga de sua justiça! | Adicionar aos favoritos

Sexta-feira, 5 de Junho de 2009
Dia Mundial do Ambiente

Porque esta é a nossa única casa.

 

CUIDE DELA COM CARINHO

 

 

 



Publicado por Fátima Mariano às 09:37
Link do post | Diga de sua justiça! | Adicionar aos favoritos

Quinta-feira, 4 de Junho de 2009
Tiananmen - 20 anos depois

Porque o Mundo não pode, não deve esquecer!

 

 

 



Publicado por Fátima Mariano às 19:48
Link do post | Diga de sua justiça! | Adicionar aos favoritos

Quarta-feira, 3 de Junho de 2009
Não há almoços fáceis

Almoçar num qualquer centro comercial de Lisboa é uma autêntica odisseia, sobretudo se arriscamos dar alimento ao estômago na chamada hora de pico, leia-se, entre a uma e as duas da tarde. Já não basta termos que estar na fila à espera que a senhora da frente se decida por um rissol ou um croquete para acompanhar a sopa ou pelo cavalheiro que não sabe se prefere uma costeleta de novilho com batata frita ou um bacalhau com todos, é preciso, depois, andar numa autêntica gincana à procura de uma mesa livre onde poisar o tabuleiro. E, aqui, começa o verdadeiro busilis da questão. Nos centros comerciais encontra-se de tudo. Desde o casal que demora uma eternidade a beber o café enquanto discute assuntos domésticos e não desocupa a mesa apesar do nosso olhar fulminante, até ao grupo de colegas que apesar de já ter terminado a refeição há três horas, continua a falar mal do chefe, da secretária, da telefonista e da mulher da limpeza. E o nosso almoço a arrefecer no tabuleiro. Ultimamente tenho verificado que se espalha perigosamente um outro episódio: o da marcação de mesas. Ainda há dias, num conhecidíssimo centro comercial desta nossa cidade, deparei-me com quatro mesas marcadas. Estava num daqueles dias sem paciência, mas ainda tive a delicadeza de perguntar a um engravatinho se podia sentar-me para almoçar. Resposta pronta: "Está reservada para um colega nosso que está ali naquela fila"! Foi o suficiente para me virar (ainda) mais do avesso. Disse-lhe das boas e bonitas e vendo que eu não desarmava, um outro colega lá me deu "autorização" para sentar e almoçar, não fosse eu chamar o segurança, a polícia ou, quem sabe?, o próprio ministro da Justiça. Enfim! Não há mesmo almoços fáceis.



Publicado por Fátima Mariano às 20:41
Link do post | Diga de sua justiça! | Adicionar aos favoritos

Terça-feira, 2 de Junho de 2009
Avaria técnica, motivo alheio ao Metro e outros que tais

Não há semana em que não se registe pelo menos um caso de  perturbação na circulação de comboios da rede do Metropolitano de Lisboa. Ou por causa de uma avaria técnica que nunca é devidamente explicada, ou por um motivos alheio à empresa (seja porque alguém que se sentiu mal ou decidiu ir explorar os túneis) ou por uma outra razão qualquer. Ainda na última sexta-feira a circulação na linha Azul esteve mais de 20 minutos interrompida por um desses motivos alheios ao Metro. A empresa explicou mais tarde que um passageiro accionou o sistema de segurança, devido ao cheiro a fumo, mas que tudo não passou de falso alarme. A verdade é que o primeiro comboio a chegar à estação Baixa/Chiado cheirava intensamente a fumo, o que foi logo notado por todos e, como diz o povo, não há fumo sem fogo! Também já fui obrigada a apanhar um táxi porque alguém decidiu passear pelos túneis e a empresa não sabia dizer durante quanto tempo o serviço estaria interrompido (compreensível, neste caso!). O que eu não compreendo é por que razão foi devolvido o dinheiro aos passageiros que tinham bilhete e quem tinha passe (como era o meu caso), além de não ter sido compensado, ainda teve que pagar transporte alternativo. Afinal, parece que no Metropolitano de Lisboa há uns que são mais clientes do que outros. Já para não falar na inexistência de casas-de-banho nas estações, das portas automáticas que não reconhecem os títulos de transporte ou que entalam os passageiros, das notícias retardadas que nos são dadas nos ecrãs de televisão ou da falta de informação sobre a chegada do próximo comboio, tão propalada há vários anos. Mas isso são contas de outro rosário!




Segunda-feira, 1 de Junho de 2009
Obrigada!

O Alcochete Jamé esteve hoje em destaque! Obrigada à equipa do Sapo e a todos os amigos que nos têm visitado.

 

 

Voltem sempre que vos apetecer|



Publicado por Fátima Mariano às 22:08
Link do post | Diga de sua justiça! | Adicionar aos favoritos

Me, myself & I
Pesquisar neste blog
 
Junho 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


Posts recentes

Porque hoje é domingo....

Porque hoje é domingo...

Porque hoje é domingo....

Sugestão de solidariedade

Sugestão de solidariedade

Haja coerência!

Dar o exemplo

Porque hoje é domingo...

Sugestão de passeio

Porque hoje é domingo....

Memórias

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

tags

todas as tags

Outros Jamé!
Bibliografia
"Génese e desenvolvimento do movimento feminista português (1890-1930)", dissertação de mestrado em História do século XX, FCSH/UNL, Abril de 2005
Em co-autoria: "Memórias da Siderurgia - Contribuições para a História da Indústria Siderúrgica em Portugal", coordenação Maria Fernanda Rollo, ed. História e Câmara Municipal do Seixal, 2005
blogs SAPO
subscrever feeds