... ou a arte de bem fazer política à portuguesa
Quarta-feira, 12 de Novembro de 2008
Para quando PSP na Póvoa de Santa Iria?

A mais recente reforma administrativa das forças de segurança traduziu-se, em algumas freguesias, na substituição da GNR pela PSP ou vice-versa. Noutras situações, como é o caso da Póvoa de Santa Iria (concelho de Vila Franca de Xira), além dessas substituição (da GNR pela PSP) assistiu-se ao encerramento das instalações (bastante degradadas, diga-se em abono da verdade) onde estava sedeada essa força policial. O que motivou compreensíveis receios por parte da população. A PSP, à qual agora está afecta a freguesia, encontra-se instalada em Alverca.

 

 

Para calar a voz do povo, ou quiçá, já numa acção de pré-campanha eleitoral, o Ministério da Administração Interna e a PSP assinaram, na altura, um protocolo com a Câmara Municipal de Vila Franca de Xira, com vista à construção de uma esquadra na Póvoa de Santa Iria, "passando a PSP a ter um local ajustado à sua actividade, dotado de condições de funcionalidade e operacionalidade". No mesmo documento ficou acordado que o concurso para a obra seria lançado em Janeiro de 2008, que a construção arrancaria no primeiro semestre deste ano e que a esquadra estaria em funcionamento em 2009.

 

 

Estamos a cerca de um mês e meio do final do ano e o projecto ainda não está concluído e muito menos o concurso público lançado. Ou não estivessemos nós a falar de uma obra do Estado. Na vizinha freguesia de Santa Iria de Azóia, já no concelho de Loures, durante anos e anos e anos, estiveram inscritas no orçamento de Estado verbas para a construção de um posto da GNR. A autraquia chegou a ceder um terreno para a construção do mesmo e este nunca foi feito. A freguesia continua dependente da PSP de São João da Talha.

 

 

Crescemos a pensar que o Estado é uma pessoa de bem. Mas a multiplicação de casos como estes só nos mostram que a demagogia política está viva e bem viva e que nem sempre o Estado cumpre o que promete. Ele, que devia dar o exemplo, é muitas vezes o primeiro a frustar as expectativas que o próprio gerou nos cidadãos.

 

 

 




Terça-feira, 11 de Novembro de 2008
Erros de arbitragem: Sporting vs F.C. Porto

Antes que digam que estou ressabiada pela derrota do Sporting frente ao F.C. Porto no domingo passado, em jogo a contar para a Taça de Portugal, esclarenço que não sou só eu quem diz que o árbitro Paulo Paixão cometeu erros grosseiros durante a partida. A própria Comissão de Arbitragem da Liga de Clubes vai castigar o árbitrocom dois jogos de suspensão no campeonato, o que implica a perda de 2200 euros. E Paulo Paixão é já reincidente neste tipo de castigo.

 

 

Bem sei que errar é humano e só não erra quem não faz, mas, de facto, algo deve mudar na arbitragem portuguesa. Além, de que serve admitir que um árbitro errou, castigá-lo se nada disso terá influência no resultado do jogo no qual foram cometidos esses erros? Até que ponto não será justo/admissível a repetição do jogo?


Jamé...:

Publicado por Fátima Mariano às 18:48
Link do post | Diga de sua justiça! | Adicionar aos favoritos

Segunda-feira, 10 de Novembro de 2008
Volta, Santana, que não estás perdoado!

Só hoje tive oportunidade de ler a entrevista de Pedro Santana Lopes à revista Pública, em que ele confirma o seu desejo de regressar à liderança da Câmara Municipal de Lisboa, de onde, aliás, segundo o próprio, nunca deveria ter saído. Santana Lopes sempre foi ambicioso. Muito ambicioso e o poder atrai-o de sobremaneira. Ninguém acredita, por isso, que a sua ida para o Governo, em 2004, se tenha devido apenas ao facto de o partido "nunca o perdoar" se não aceitasse substituir Durão Barroso no cargo. Ele próprio admite, na entrevista, que estaria a "prejudicar-se para sempre" caso recusasse o convite.

 

 

A ambição de Santana é tal que o próprio só admite exercer mais algum cargo político se for "para tentar estar dois mandatos em Lisboa" e que, desta vez, "nada, mas nada, mas nada" o fará abandonar a Câmara antes de cumprir os dois mandatos. Esquecer-se-á Santana Lopes que a voz do povo é soberana e só os eleitores lhe permitirão, em última instância, cumprir os dois mandatos? Que fará caso, nas segundas eleições, não for o escolhido? Tomará a governação da Câmara à força?

 

 

Se, repito, se for eleito, espero que não tente manobrar a imprensa como o fez anteriormente e que se rodeia de uma equipa de assessores melhor preparada. Guardo religiosamente uma carta de uma das suas chefes de gabinete a propósito de um comentário meu publicado no Jornal de Notícias. Trata-se de uma verdadeira relíquia, acreditem! A minha primeira reação foi rir. Depois, foi a de pena para com aquela. Cheguei mesmo a ter vontade de aconselhá-la a voltar à escola para (re)aprender a escrever português e a tirar um curso de assessoria, onde lhe ensinariam, entre outras coisas, que em política está-se mais exposto à crítica e há que ter algum poder de encaixe e não cair na tentação de enviar cartas a jornalistas por tudo e por nada. Sob pena de se cair no ridículo!



Publicado por Fátima Mariano às 20:59
Link do post | Diga de sua justiça! | Adicionar aos favoritos

Domingo, 9 de Novembro de 2008
Porque hoje é domingo...

... e me apetece descontrair até começar o Sporting vs F.C. Porto, deixo-vos aqui um video sobre as consequências que o polígrafo pode ter numa cerimónia de casamento. Ora vejam!

 

 

 


Jamé...:


Sábado, 8 de Novembro de 2008
Curva contra curva

No IC 2 (vulgarmente conhecido por variante à Estrada Nacional 10) nem todas as curvas têm direito... aos mesmos direitos. Passo a explicar. Junto à saída de Santa Iria de Azóia (concelho de Loures), os postes de iluminação pública da curva que se segue nunca estão acesos. Ao contrário do que sucede nas restantes curvas do mesmo IC 2. Estarão lá apenas por mera questão estética? Para não quebrar a harmonia de postes de iluminação pública colocados dos dois lados ao longo de toda a rodovia?

 

Bem ser que manter uma estrada devidamente iluminada é dispendioso do ponto de vista financeiro (e este é um debate antigo em Portugal), mas uma vez que foi decidido manter o IC 2 iluminado, porquê excluir aquele troço? Acreditem que ali, a iluminação faz bastante mais falta do que nas zonas em recta. Principalmente quando chove ou está nevoeiro. Ainda para mais, não é aconselhável acender os máximos, para não encadear os condutores que circulam na faixa contrária.

 

Mais um exemplo de falta ineficiência da administração pública!


Jamé...:

Publicado por Fátima Mariano às 18:54
Link do post | Diga de sua justiça! | Adicionar aos favoritos

Sexta-feira, 7 de Novembro de 2008
Fascismo nunca mais!

O ambiente anda ao rubro lá para os lados da Madeira, só que desta vez o protagonista da tragicomédia não é Alberto João Jardim (PSD), mas o deputado do PND (Partido da Nova Democracia ?!), José Manuel Coelho. Na quarta-feira, em plena sessão da assembleia parlamentar regional, o deputado exibiu uma bandeira nazi e chamou "fascista" ao presidente do Governo regional. E ficou o país em polvorosa!

 

 

Até agora, Alberto João não se pronunciou publicamente sobre o caso. Quanto ao epíteto de "fascista", é algo que não deve estranhar, uma vez que o mesmo é useiro e vezeiro deste tipo de linguagem. "Palhaços" e "filhos da puta" "vendidos ao poder de Lisboa" são alguns dos nomes com os quais nos classifica, a nós, jornalistas. Já mimoseou a eurodeputada socialista Edite Estrela de "delinquente" e os deputados da Assembleia  Regional da Madeira também de "fascistas". Além de muitos outros exemplos.

 

 

Mais grave do que mimosear dessa forma o presidente do Governo Regional é exibir símbolos nazis, o que é constitucionalmente proibido. E José Manuel Coelho sabe-o. Ao fazê-lo estava consciente das consequências dos seus actos e que o ataque se dirigia não a Alberto João, mas à própria Constituição da República Portuguesa.

 

 

Não fosse já suficientemente grave, o desenrolar desta tragicomédica tem tido contornos impensáveis num Estado de Direito. A suspensão do mandato do único deputado do PND foi aprovada apenas pelo PSD e, ontem, José Manuel Coelho foi impedido, por seguranças privados, de entrar no edifício. Seguiu-se uma suspensão das sessões plenárias até que o processo judicial que será instruído ao deputado do PND esteja concluído. Hoje, porém, houve um recuo e as sessões serão retomadas em Dezembro.

 

 

Estamos claramente perante um conjunto de atropelos à Constituição e às regras do Estado de Direito perpretadas por quem as devia, também, defender em primeiro lugar.

 



Publicado por Fátima Mariano às 16:34
Link do post | Diga de sua justiça! | Adicionar aos favoritos

Quarta-feira, 5 de Novembro de 2008
Estou preocupada...

Estou seriamente preocupada com o nosso primeiro-ministro!

 

De verdade que estou.

 

Quer queiramos, quer não, trata-se do líder do Governo que comanda os destinos de Portugal (pelo menos, durante mais um ano). E José Sócrates e os seus ministros diariamente dão sinais claros de desgaste intelectual (para não dizer desonestidade intelectual) de que o caso BPN é só o último episódio.

 

Estou mesmo preocupada. Não é crível que um primeiro-ministro diga uma barbaridade (será que vou ser acusada de delito de opinião?!) como esta, proferida à saída do debate do Orçamento de Estado, na Assembleia da República, a propósito continuidade no cargo do governador do Banco de Portugal: "Há momentos em que temos que escolher entre o infractor e o regulador. Este é o momento para apoiarmos o regulador (...)".

 

Por mais que pense, não consigo vislumbrar uma situação em que um Governo, um Estado, deva defender um infractor, seja ele quem for. Não vivemos num Estado de Direito, no qual quem comete uma transgressão deve ser sancionado? Pode ser discutida a forma e duração desta sanção, mas não a sua aplicabilidade.

 

Será que sou eu quem está errada?


Jamé...: preocupada!

Publicado por Fátima Mariano às 22:57
Link do post | Diga de sua justiça! | Adicionar aos favoritos

Parabéns!

Ao Sporting, por se ter qualificado para os oitavos-de-final da Liga de Campeões, pela primeira vez na sua história.

 

 

A Barack Obama, pela mais do que justa e merecida vitória nas eleições presidenciais nos Estados Unidos da América!

 

 

 



Publicado por Fátima Mariano às 20:53
Link do post | Diga de sua justiça! | Adicionar aos favoritos

Segunda-feira, 3 de Novembro de 2008
Ajude a concretizar o sonho de uma criança

A Terra dos Sonhos precisa de realizar um sonho: o de ter a sua própria sede. Mas, para isso, precisa da ajude de todos nós.

 

A Terra dos Sonhos é uma instituição particular de solidariedade social, sem fins lucrativos, que tem como missão realizar os sonhos mais inalcançáveis de crianças e jovens com doenças crónicas e/ou em fase terminal. Desde Junho de 2007 até hoje já conseguiu concretizar o sonho de 21 crianças.

 

A Terra dos Sonhos tem estado sedeada num escritório emprestado na Rua Tomás Ribeiro, em Lisboa, só que a partir de Janeiro de 2009, este espaço deixará de estar disponível. Por isso, a Terra dos Sonhos procura uma casa nova e pede, para isso a sua ajuda.

 

Se quer conhecer melhor este projecto vá a www.terradossonhos.org



Publicado por Fátima Mariano às 20:50
Link do post | Diga de sua justiça! | Adicionar aos favoritos

Domingo, 2 de Novembro de 2008
Porque hoje é domingo...

... e o Sporting ontem ganhou ao Rio Ave e o F. C. Porto perdeu na Figueira da Foz (eh! eh! eh!)...

 

Este ano, fui ao Salão Internacional Erótico de Lisboa. Foi a minha primeira vez. No salão, esclareça-se. Fui em trabalho, mas com grandes expectativas. Um evento com tanto sucesso (consegue arrastar cerca de 40 mil pessoas em três dias, apesar de a entrada custar 20 euros) devia ter algo de muito... excitante... para oferecer. Mas saí desiludida. Percebi, finalmente, porque é que são poucas as mulheres que vão ao Salão Erótico (que é mais pornográfico do que erótico). Este é concebido por homens para homens. A maioria dos espectáculos são protagonizados por mulheres que se despem integralmente. Os strippers masculinos ficam sempre de tanga. Como é que nós, mulheres, vamos saber que aquele volume que apresentam é mesmo deles? Como saber que não é artificial? Por que não podemos nós, mulheres, ter também o privilégio de ver um homem totalmente nú? Granda tanga! É verdade que fiquei a conhecer algumas novidades em termos de produtos eróticos e a saber que em Janeiro começará a ser publicada uma revista erótica dirigida ao público feminino. Mas achei pouco. Muito pouco. Quero mais. Muito, muito mais!

 

E já que estamos a falar de erotismo, sexo, pornografia e afins, deixo aqui um conselho a todos os quanto queira concretizar as suas fantasias: be carefull! Nunca se sabe como é que estas podem acabar... vejam o caso deste moçoilo.

 



Publicado por Fátima Mariano às 12:33
Link do post | Diga de sua justiça! | Adicionar aos favoritos

Me, myself & I
Pesquisar neste blog
 
Junho 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


Posts recentes

Porque hoje é domingo....

Porque hoje é domingo...

Porque hoje é domingo....

Sugestão de solidariedade

Sugestão de solidariedade

Haja coerência!

Dar o exemplo

Porque hoje é domingo...

Sugestão de passeio

Porque hoje é domingo....

Memórias

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

tags

todas as tags

Outros Jamé!
Bibliografia
"Génese e desenvolvimento do movimento feminista português (1890-1930)", dissertação de mestrado em História do século XX, FCSH/UNL, Abril de 2005
Em co-autoria: "Memórias da Siderurgia - Contribuições para a História da Indústria Siderúrgica em Portugal", coordenação Maria Fernanda Rollo, ed. História e Câmara Municipal do Seixal, 2005
blogs SAPO
subscrever feeds