... ou a arte de bem fazer política à portuguesa

Quinta-feira, 9 de Julho de 2009
Por que não emigramos todos?

Nos últimos dias, ouvimos Maria João Pires e Miguel Sousa Tavares dizerem bem alto que estão cansados de Portugal e dos portugueses e que estão seriamente a pensar emigrar para o Brasil. Confesso que já foi ideia que me passou pela cabeça. Não o de emigrar para o Brasil (país, aliás, que não conheço), mas o de tentar nova vida fora de portas. Principalmente, naqueles dias em que tudo parece correr mal; em que por mais que nos esforcemos, o nosso trabalho não é reconhecido; em que as instituições não funcionam, ou pior, funcionam ao contrário daquilo que deveria ser a lógica; em que políticos, que deveriam ser cidadãos minimamente exemplares, são os primeiros a prevaricar; enfim, nos dias em que tudo parece girar ao contrário! O desalento e a falta de esperança em Portugal atingiram tais ordem que às vezes apetece mesmo perguntar: por que não emigramos todos?




Terça-feira, 24 de Fevereiro de 2009
A Origem do Mundo

Trinta e cinco anos após o 25 de Abril, existe ainda um Portugal que se recusa a acompanhar os ventos de mudança, que se refugia nos preceitos de um catolicismo castrador, que tem medo (para não dizer mesmo nojo) do seu corpo e da sua sexualidade.

 

Só assim se consegue explicar as muitas denúncias apresentadas na PSP contra a exposição, na Feira do Livro em Saldo, em Braga, do livro "Pornocracia", cuja capa apresenta uma cópia de "A Origem do Mundo", a mais famosa pintura de Gustave Coubert, fundador do Realismo. Tudo porque esta retrata as coxas e o sexo de uma mulher.

 

 

Considerar pornográfica ou obscena esta imagem, pelo simples facto de retratar uma parte do corpo que no consciência de muito boa gente representa algo impuro (é dali que saem as impurezas do corpo) ou o pecado original (o prazer no acto de conceber), sem ter em conta o contexto em que foi produzida, nem o porquê de constar na capa daquele livro em particular, é sintoma de um provincianismo próprio de Estados onde impera a doutrina da Igreja. Não consta que se tenham manifestado da mesma forma em relação à capa do livro "A Casa dos Budas Ditosos", de João Ubaldo Ribeiro, que apresenta uma mulher a masturbar-se.

 

Argumentar que a Feira do Livro em Saldo é frequentada por crianças e jovens (queixosos) ou que só assim foi possível evitar confrontos (PSP de Braga) não deixa de ser demagógico. Será que esses mesmos defensores da moral pública se preocupam da mesma forma tão zelosa com a exposição de jornais pornográficos/eróticos nos quiosques e papelarias? Com os conteúdos pornográficas que se podem facilmente comprar via telemóvel? Ou com os sites na Internet acessíveis a qualquer um?




Sábado, 17 de Janeiro de 2009
Sugestão de leitura

Para quem, como eu, se interessa pela área criminal/policial, "Cenas de Crime - Descubra a Ciência por Detrás das Provas", do jornalista britânico Paul Roland, é um óptimo manual para principiantes. Ao longo de mais de 200 páginas, o autor dá-nos a conhecer história dos vários ramos da ciência forense e explica-nos a sua aplicação prática, através do relato de crimes reais, acompanhado por várias fotografias. Em Portugal, o livro foi publicado em Junho de 2008 pela Livros d'Hoje. Aconselho-vos, no entanto, a esperar pela segunda edição. É que quem comprou a primeira (como foi o meu caso) ficou bastante desiludido com a tradução e a revisão do texto original. Além de a tradutora demonstrar que não teve o cuidado de se munir dos instrumentos necessários ao seu trabalho, nomeadamente, dicionários e gramáticas, a pessoa encarregue da revisão mostra que simplesmente não deve ter lido o livro. Confesso que perante tanto erros (acreditem, são mesmo muitos), escrevi indignada à editora (que pertence ao grupo das Publicações D. Quixote), a qual a cabou por me dar razão e prometeu que na próxima edição "as gralhas serão tidas em consideração". Cá estaremos para ver! 




Segunda-feira, 1 de Dezembro de 2008
Invasão espanhola

Em 1640, os portugueses reconquistavam o governo do país, depois de 60 anos de domínio espanhol. A crise na sucessão do trono português após a morte do cardeal-rei D. Henrique levou a que Filipe II de Espanha (neto de D. Manuel I) invadisse o nosso país e tomasse conta do nosso governo. A ele, sucederam-se mais dois monarcas do outro lado da fronteira. Até que a fidalguia portuguesa se revoltou e, através de um golpe de Estado, devolvou o trono à monarquia nacional.

 

 

Hoje, assinalam-se os 368 anos desse feito, mas o nosso sentimento para com "nuestros hermaños" é muito diferente. Longe vão os tempos em que "de Espanha, nem bons ventos, nem bons casamentos". Nos dias de hoje, somos nós quem convida os espanhóis a tomarem conta de nós. E eles aí estão! Na banca, nos seguros, na imprensa, no comércio, na indústria e em tantas outras áreas. E nós ficamo-lhes profundamente agradecidos.




Quarta-feira, 19 de Novembro de 2008
O Governo e o choque tecnológico

Portugal Tecnológico é o nome de uma exposição que está patente na FIL, em Lisboa, até ao dia 23 deste mês e que é apadrinhada pelo primeiro-ministro. Ou não fosse José Sócrates o grande defensor da importância de haver um choque tecnológico em Portugal. A começar pela Administração Pública.

 

Pena é que o primeiro-ministro e a sua equipa ainda não se tenham mentalizado que não basta oferecer às pessoas as ferramentas necessárias, é preciso também ensinar-lhes como utilizá-las da forma mais eficaz e organizar as equipas de modo a que as ferramentas tecnológicas permitam os resultados desejados. E nem sempre isso acontece.

 

Vejam este simples exemplo que se passou comigo recentemente. No dia 4 deste mês enviei um e-mail, através do site do Instituto de Segurança Social (ISS) solicitando uma informação tão simples quanto esta: "Necessito de uma declaração em como não tenho dívidas pendentes à SS. Posso pedi-la na loja do cidadão ou terá que ser nas vossas instalações? Quanto tempo demora a emissão desta declaração e quanto custa?" Três dias depois, recebi um e-mail da Unidade de Gestão de Atendimento do ISS dizendo que a mensagem foi encaminhada para o seviço competente. Como nunca mais obtinha resposta às minhas dúvidas, arranjei tempo para ir directamente à SS (passei horas da fila, acreditem) e resolvi o assunto pessoalmente. No dia 18 (ontem) recebi novo e-mail, desta vez do Centro Distrital de Lisboa do ISS informando-me, uma vez mais, que a mensagem foi encaminhada para o serviço competente. E hoje, qual não é o meu espanto, quando leio um e-mail de uma pessoa do ISS (não é identificado o serviço a que esta pertence) dizendo que a declaração solicitada já tinha sido emitida. Obviamente!

 

 

Isto só prova que se queremos esclarecer qualquer dúvida junto da Asministração Pública nada melhor do que dirigirmo-nos pessoalmente ao respectivo bancão. Nem que percamos uma manhã ou uma tarde em longas filas. Vale mais do que confiar do chamado choque tecnológico!




Terça-feira, 11 de Novembro de 2008
Erros de arbitragem: Sporting vs F.C. Porto

Antes que digam que estou ressabiada pela derrota do Sporting frente ao F.C. Porto no domingo passado, em jogo a contar para a Taça de Portugal, esclarenço que não sou só eu quem diz que o árbitro Paulo Paixão cometeu erros grosseiros durante a partida. A própria Comissão de Arbitragem da Liga de Clubes vai castigar o árbitrocom dois jogos de suspensão no campeonato, o que implica a perda de 2200 euros. E Paulo Paixão é já reincidente neste tipo de castigo.

 

 

Bem sei que errar é humano e só não erra quem não faz, mas, de facto, algo deve mudar na arbitragem portuguesa. Além, de que serve admitir que um árbitro errou, castigá-lo se nada disso terá influência no resultado do jogo no qual foram cometidos esses erros? Até que ponto não será justo/admissível a repetição do jogo?


Jamé...:


Segunda-feira, 20 de Outubro de 2008
Ecoparque de São João da Talha

A ideia até é boa, mas como muito boas ideias em Portugal, não foi concretizada da melhor forma. No Ecoparque de São João da Talha, no concelho de Loures, foi criado um EcoGym, um espaço onde foram colocados alguns aparelhos de ginástica. O local é muito utilizado pelos moradores da freguesia e não só (eu sou uma das forasteiras), que, deste modo, passaram a praticar exercício físico com regularidade, mas também com vários riscos para a sua saúde

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Não é suficiente colocar os aparelhos e avisos alertando para a necessidade de consultar o médico antes de iniciar qualquer actividade física. É preciso educar as pessoas nesta matéria, ensinar-lhes como praticar exercício físico. Já vi homens a utilizarem as máquinas vestidos com calças de ganga, camisas e calçando sapatos. E mulheres vestindo saias, blusa e... calçando chinelas. A utilização de vestuário apropriado é importante, mas mais importante ainda é ter uma postura correcta durante a utilização dos equipamentos. E, neste aspecto, já assisti a situações muito preocupantes, de pessoas com 60 e 70 anos, com claros problemas de agilidade, a utilizarem incorrectamente os aparelhos, sujeitando-se a contrair lesões graves.

 

 

Muitas vezes, este uso incorrecto deve-se ao facto de os aparelhos, ao contrário do que seria aconselhável, não puderem adaptar-se ao corpo de cada um dos utilizadores. Eu que o diga pois, devido à minha estatura baixa, tenho dificuldade em utilizar correctamente algumas das máquinas, pois não consigo colocar os bancos, por exemplo, à altura mais conveniente. Uma função básica, mas que, pelos vistos, foi esquecida pelos técnicos da Câmara de Loures.




Terça-feira, 14 de Outubro de 2008
Sem comentários...

'Portugal é hoje um paraíso criminal onde alguns inocentes imbecis se levantam para ir trabalhar, recebendo por isso dinheiro que depois lhes é roubado pelos criminosos e ajuda a pagar ordenados aos iluminados que bolsam certas leis'.

 

(Barra da Costa, criminalista)




Quarta-feira, 8 de Outubro de 2008
Saramago - 10 Anos de Nobel

Descobri José Saramago, o escritor, em 1992, quando espoletou a polémica em torno de O Evangelho Segundo Jesus Cristo, com o então subsecretário de Estado da Cultura, Sousa Lara, a excluir o livro da lista de concorrentes ao Prémio Literário Europeu sob o argumento de que este não representava Portugal. Revoltou-me o facto de um governante de um Estado laico censurar um livro porque este colocava em causa um dos dogmas da Igreja Católica. E fiquei deveras surpreendida ao ler tão polémica obra.

 

 

A partir daí, tentei ler todas as obras de José Saramago e sempre que é anunciado o lançamento de um novo livro, aí estou eu nas livrarias à procura dele. Devoro (passe o exagero!) cada livro de Saramago. E nem a sua escrita sui generis, que para muitos é motivo suficiente para deixar uma obra a meio, me leva a desistir. Saramago é um dos melhores autores de língua portuguesa da actualidade. Poucos como ele conseguem retratar a sociedade em que vivemos e denunciar os seus podres. Só alguém com uma sensibilidade acima do comum e uma relação estreita com a escrita é capaz de tal feito. Dez anos depois do Nobel, Saramago continua de parabéns!


Jamé...:


Quarta-feira, 1 de Outubro de 2008
Dia Internacional das Pessoas Idosas

Se alguma valia têm os "Dias Nacionais/Mundiais/Internacionais" é o de nos fazerem pensar em assuntos sobre os quais no corre-corre das nossas vidas habitualmente não reflectimos. Acabam também por marcar a agenda mediática, ao gerarem um considerável volume de notícias sobre um determinado tema num curto período de tempo.

 

 

Hoje, Dia Internacional das Pessoas Idosas, saltou para a agenda dos media um estudo que indica que sete em cada dez idosos portugueses tem uma má alimentação, em termos de quantidade e de qualidade.Números que impressionam, mas que, infelizmente, não nos deviam surpreender. Se tivermos em conta o valor médio das pensões de reforma pagas em Portugal e o custo crescente dos bens alimentares facilmente se percebe por que é que muitos dos nossos idosos têm o peso abaixo do desejado, que por sua vez contribui para o agravamento de um estado de saúde já de si debilitante. Acreditem que muitas vezes não é fácil para eles decidirem se devem utilizar o magro pecúnio na conta da mercearia ou na farmácia.

 

 

No caso dos idosos residentes em lares ou em casas de acolhimento a situação é diferente. Apesar de muitas vezes os familiares desembolsarem todos os meses quantias exorbitantes nem sempre os serviços prestados aos idosos correspondem ao acordado. Há proprietários de lares para a terceira idade que não têm qualquer escrúpulo em manter os idosos numa completa escravidão, deixando-os, inclusive, passar fome. E estes, receosos de represálias, muitas vezes escondem os maus-tratos a que são sujeitos, desculpando-se, muitas vezes, com uma alegada falta de apetite para justificar qualquer perda de peso.

 

 

Há ainda uma terceira causa, não menos importante. Hábitos alimentares errados que perduram no tempo, principalmente nos idosos do interior do país. Por muito que médicos e familiares insistam no consumo de determinados bens alimentares em detrimento de outros, dificilmente estes idoso conseguem alterar tais hábitos. Como o de fazer cinco refeições diárias ou o que ingerir mais quantidade de um produto do que de outro. Os célebres pratos de "arroz com arroz" ou de "massa com massa" não são assim tão raros em muitos lares portugueses e nas raras vezes em que há conduto a acompanhar, predomina a carne, sobretudo de porco, com toda a gordura e sal a que tem direito. É necessário todo um esforço junto desta camada da população no sentido de lhes incutir hábitos alimentares mais saudáveis e que, simultaneamente, não prejudiquem a magra carteira.


Jamé...:


Me, myself & I
Pesquisar neste blog
 
Junho 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


Posts recentes

Por que não emigramos tod...

A Origem do Mundo

Sugestão de leitura

Invasão espanhola

O Governo e o choque tecn...

Erros de arbitragem: Spor...

Ecoparque de São João da ...

Sem comentários...

Saramago - 10 Anos de Nob...

Dia Internacional das Pes...

Memórias

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

tags

todas as tags

Outros Jamé!
Bibliografia
"Génese e desenvolvimento do movimento feminista português (1890-1930)", dissertação de mestrado em História do século XX, FCSH/UNL, Abril de 2005
Em co-autoria: "Memórias da Siderurgia - Contribuições para a História da Indústria Siderúrgica em Portugal", coordenação Maria Fernanda Rollo, ed. História e Câmara Municipal do Seixal, 2005
É @ visitante nº...
Free Counter
Free Counter
Publicidade

Visit Animal friends from Europe
Locations of visitors to this page
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds