... ou a arte de bem fazer política à portuguesa
Quarta-feira, 25 de Março de 2009
Curso de Medicina Legal - II

Terceiro dia de palestras! Foi bastante enriquecedor para me ajudar a entender muitos dos conceitos que utilizo na minha actividade profissional e que, muitas vezes, não entendia muito bem o seu significado ou tinha mesmo uma  ideia errada deste. Mais do que isso, foi importante para perceber como muitas vezes nós, jornalistas, prestamos informações erróneas inconscientemente, não raras vezes induzidos por quem não nos devia prestar essas informações erradas.

 

O exemplo mais caricato com que me deparei nestes três dias de curso foi o de autópsia preliminar. Ontem, ouvi atentamente a palestra do prof. J. Pinto da Costa sobre a autópsia médico-legal, as suas quatro etapas e porque ordem estas devem ser realizadas. Hoje, perguntei-lhe (porque não tinha ficado esclarecida neste ponto) o que se entende por "autópsia preliminar". Respondeu-me que... este conceito é vazio de significado, não tem qualquer valor científico. Repliquei, dizendo que na maioria dos casos, quando os jornalistas questionam os órgãos de polícia criminal, os magistrados ou os advogados, sobre as prováveis causas de morte em casos criminais, a resposta que quase sempre obtemos é: "A autópsia preliminar não foi conclusiva!"

 

 

A estas minhas palavras, o prof. J. Pinto da Costa afirmou tão somente que esta resposta apenas quer dizer que ainda nada foi feito em termos de investigação criminal. Que dizer "autópsia preliminar" é equivalente a dizer que "uma mulher teve um parto preliminar" (sic)! Confesso que esta explicação me deixou num terrível dilema. Que deverei fazer na próxima vez que um órgão de polícia criminal, um magistrado ou um advogado me der esta resposta:

 

1 - Rio-me e peço para parar com a brincadeira?

 

2 - Peço para me explicar o que é uma autópsia preliminar?

 

3 - Chamo ignorante ao meu interlocutor e contraponho, dizendo que não existe tal coisa?

 

4 - Ignoro e, apesar de ter consciência, persisto no erro, dando uma informação errada aos leitores e passando uma imagem de ignorância?

 

Confesso que não sei...




Me, myself & I
Pesquisar neste blog
 
Junho 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


Posts recentes

Porque hoje é domingo....

Porque hoje é domingo...

Porque hoje é domingo....

Sugestão de solidariedade

Sugestão de solidariedade

Haja coerência!

Dar o exemplo

Porque hoje é domingo...

Sugestão de passeio

Porque hoje é domingo....

Memórias

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

tags

todas as tags

Outros Jamé!
Bibliografia
"Génese e desenvolvimento do movimento feminista português (1890-1930)", dissertação de mestrado em História do século XX, FCSH/UNL, Abril de 2005
Em co-autoria: "Memórias da Siderurgia - Contribuições para a História da Indústria Siderúrgica em Portugal", coordenação Maria Fernanda Rollo, ed. História e Câmara Municipal do Seixal, 2005
É @ visitante nº...
Free Counter
Free Counter
Publicidade

Visit Animal friends from Europe
Locations of visitors to this page
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds