... ou a arte de bem fazer política à portuguesa
Domingo, 28 de Junho de 2009
Porque hoje é domingo...

 

 


tags:


Quinta-feira, 25 de Junho de 2009
Verão escaldante!

Pressinto que este vai ser um verão escaldante! E não estou a falar da temperatura atmosférica, mas sim dos debates políticos acesos, dos casos de polícia e de justiça, das jogadas futebolísticas e afins. Pressinto que este verão não haverá lugar a silly season, aquele período do ano tão temido pelos jornalistas, em que têm que dar voltas e voltas à cabeça para descobrir notícias, em que a maioria dos telefonemas começa com um "Desculpe, mas estou de férias, não sei de nada". Este verão, pressinto que vai ser fértil em notícias...

 

 

Este ano, quando estiver na praia, tenha cuidado, muito cuidado!, especialmente se é do género Zézé Camarinha e gosta de deitar o olho (e mais qualquer coisa) àquela beldade estendida na toalha ao lado. É que este verão, vai haver elementos da investigação criminal da PSP e da GNR a andar nas praias à civil, podendo mesmo andarem... em fato-de-banho! Imagine só. Está o leitor descansadinho na praia, a admirar a paisagem humana e descobre que, afinal, está perante um elemento policial no cumprimento das suas funções. Tenha cuidado, muito cuidado!, ou pode acabar detido por assédio à autoridade.  




Quarta-feira, 24 de Junho de 2009
Um Governo decente... não mente!

A ânsia em querer esconder da opinião pública tudo o que possa beliscar a imagem do Governo dá azo a situações destas. Principalmente, quando se trata de um Governo desgastado, em que o maestro parece já não conseguir com que os seus ministros toquem todos ao mesmo ritmo. Se não, vejamos! Enquanto no plenário, o primeiro-ministro, em resposta a Paulo Rangel (PSD), dizia que Carlos Guerra tinha apresentado a demissão - e esta tinha sido aceite - do cargo de gestor do Programa de Desenvolvimento Rural (PRODEP) há uma semana, depois de ter sido constituído arguido no âmbito do caso Freeport, cá fora, o ministro da Agricultura dizia aos jornalistas que ia "esta tarde" ter uma reunião "com o senhor arquitecto" para falar sobre o assunto. No plenário, José Sócrates dizia que já tinha sido tomada a decisão de nomear um substituto, que é o que "um Governo decente deve fazer". Cá fora, Jaime Silva assegurava que só tomaria uma decisão depois da "tal" reunião. Para um Governo liderado por um primeiro-ministro que se arroga combatente da mentira, este episódio nada abona em seu favor!




Terça-feira, 23 de Junho de 2009
O véu islâmico

                                                 A questão está a suscitar um aceso debate na sociedade francesa, depois de o Parlamento ter hoje decidido criar uma comissão que, nos próximos seis meses, terá como missão decidir se o uso de véu integral (burka) pelas mulheres muçulmanas que vivem no país deverá ou não ser proibido. Sarkozy argumenta que a burka não é um símbolo religioso, mas sim de subjugação e de humilhação das mulheres e, como tal, deve ser rejeitado por todos os Estados que defendem a liberdade e a igualdade dos cidadãos. A temática é demasiado sensível e levanta várias questões: até que ponto os Estados podem/devem interferir na vida privada dos seus cidadãos? Até onde podem/devem impedir o uso de determinados símbolos culturais? Em última instância, até onde é que a liberdade dos cidadãos poderá colocar em causa os princípios basilares de um Estado?




Segunda-feira, 22 de Junho de 2009
O melhor amigo do homem

A propósito da crónica de Joel Neto na Notícias Sábado

 

Só alguém que nunca conviveu com um cão e que é profundamente desconhecedor dos benefícios que essa relação pode ter no desenvolvimento de uma criança, na melhoria da vida de idosos e de pessoas portadoras de algum tipo de deficiência, no bem-estar de todos nós, em geral, pode perguntar "Para que serve um cão?".

 

 

Só alguém que nunca experimentou chegar a casa, depois de um dia em que todos parecem ter-nos abandonado, e encontrar um ser feliz por nos ver, em nos confortar sem nada pedir em troca, pode perguntar "Para que serve um bicho que nos enche a casa de pêlos e que nos rasga a roupa?

 

 

Só alguém que verdadeiramente recusa reconhecer o trabalho desenvolvido pelos cães ao serviço das corporações de bombeiros, das polícias e dos exércitos, dos cães-guias, etc., pode classificar o cão como "um bicho completamente estúpido".

 

 

"A compaixão pelos animais está intimamente ligada à bondade de carácter e pode ser seguramente afirmado, que quem é cruel com os animais, não pode ser um bom Homem"

(Arthur Schopenhauer)




Domingo, 21 de Junho de 2009
Porque hoje é domingo...

 

 


tags:


Quinta-feira, 18 de Junho de 2009
Novos partidos

Talvez por considerarem que os actuais partidos não defendem suficientemente os seus interesse, há cada vez mais grupos de cidadãos que tentam ter uma voz activa nas decisões políticas através da criação de partidos políticos com objectos e objectivos muito concretos. O mais recente é o Movimento Partido Pirata Português.

 

Criado este mês por alunos de Engenharia Informática da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, inspirados em partidos congéneres existentes já em 26 países, o Partido Pirata Português tem como seus princípios fundamentais "a necessidade de proteger os direitos dos cidadãos, a vontade de tornar livre a nossa cultura e o entendimento de que as patentes e os monopólios privados prejudicam a sociedade". Por enquanto, os seus mentores preferem ainda resguardarem-se no anonimato. Esperemos, então, para conhecer estes piratas portugueses.

 

 

Pouco tempo antes, tinha surgido em Portugal o Partido Pelos Animais, que conta já com o apoio de algumas figuras públicas e ainda está na fase de recolha de assinaturas. No site do PPA, os quatro membros da Comissão Coordenadora explicam que a ideia surgiu depois de no início de Maio a deputada socialista Eugénia Alho ter afirmado, no Parlamento, que o bem-estar animal não deve ser uma prioridade numa altura de crise. No seu manifesto político, explicam que "é moralmente inaceitável que as pessoas explorem a natureza tão intensamente que por essa razão a forma de vida na terra seja mudada drasticamente e o biótipo do ser humano e de outras formas de vida se tornem piores, menores, ou cheguem a desaparecer".




Quarta-feira, 17 de Junho de 2009
Quem é o verdadeiro Sócrates?

 Foi um primeiro-ministro totalmente transformado aquele que hoje se mostrou em entrevista a Ana Lourenço, no "Dia D - Especial", na SIC e SIC Notícias. Depois da pesada derrota eleitoral nas europeias do dia 7, a José Sócrates pouco mais resta do que fazer mea culpa e mostrar um pouco de humildade se ainda alimenta esperanças de conseguir uma vitória nas próximas legistalivas. Mesmo que esta alteração de postura e de discurso resultem apenas de estratégias de marketing político há muito conhecidas. Sócrates revelou-se um verdadeiro actor, com uma capacidade de transfiguração impressionante, tão impressionante que é capaz de confundir o eleitoral. Afinal, qual é o verdadeiro primeiro-ministro de Portugal? Aquele de durante quatro anos defendeu acerrimamente as políticas do seu Governo, que nunca admitiu qualquer erro de governação, que se insurgiu contra tudo e contra todos, com discursos bastante inflamados? Ou este que agora, à beira do abismo, admite que tomou decisões erradas, que fala com a voz por vezes embargada, que já pouco gesticula, que aceita muitas das críticas que lhe foram feitas ao longo dos últimos quatro anos? Qual destes é o verdadeiro Sócrates? 




Domingo, 14 de Junho de 2009
Porque hoje é domingo...

 

 


tags:


Sábado, 13 de Junho de 2009
Sugestão de passeio

 Com o tempo quente começa a apetecer uns bons banhos de mar e uns belos piqueniques. Esta semana descobri o Parque das Comendas, em Setúbal, já na estrada rumo às praias da Arrábida. Trata-se de um espaço bastante agradável, com mesas e bancos, casas-de-banho com duches, assadores, lavatórios para lavar a loiça e muita sombra. O rio, ali, corre baixinho e com água límpida, sendo possível ver os peixes a nadarem e caranguejos no fundo da água. Existe um pequeno areal, quando a maré está baixa, mas é preciso ter cuidado para não magoar os pés, uma vez que a maré arrasta bastante lixo. A paisagem é agradável e permite uma boa vista para Tróia e os seus arranha-céus. Mesmo à entrada da Arrábida, permite-nos cheirar ar puro, o que já não é possível nas nossas cidades. A experimentar!




Me, myself & I
Pesquisar neste blog
 
Junho 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


Posts recentes

Porque hoje é domingo....

Porque hoje é domingo...

Porque hoje é domingo....

Sugestão de solidariedade

Sugestão de solidariedade

Haja coerência!

Dar o exemplo

Porque hoje é domingo...

Sugestão de passeio

Porque hoje é domingo....

Memórias

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

tags

todas as tags

Outros Jamé!
Bibliografia
"Génese e desenvolvimento do movimento feminista português (1890-1930)", dissertação de mestrado em História do século XX, FCSH/UNL, Abril de 2005
Em co-autoria: "Memórias da Siderurgia - Contribuições para a História da Indústria Siderúrgica em Portugal", coordenação Maria Fernanda Rollo, ed. História e Câmara Municipal do Seixal, 2005
É @ visitante nº...
Free Counter
Free Counter
Publicidade

Visit Animal friends from Europe
Locations of visitors to this page
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds